| info@opais.net
Muito nublado
Luanda
Clique para aceder á Revista
RSS

Futebol

Vidigal sacrifica Geraldo e Lunguinha no CAN2012

Lito Vidigal sacrificou o médio do Curitiba e o la teral do Kabuscorp do Pa lanca, Geraldo e Lungui nha, afastandoos da Taça das Nações Africanas, CAN2012, confirmando desse modo as suspei tas quanto às opções do selecciona dor nacional.

O futuro do médio do Curitiba do Brasil estava desde já escrito depois da sua ausência sucessiva nas últi mas convocatórias para os jogos de qualificação do CAN. E acaba por se consumar a pretensão manifestada por Lito Vidigal de não tolerar um jo Teixeira Cândido vem que teve o azar de errar como qualquer mortal faz. Para Ákwa, ex capitão dos Palancas Negras, Geraldo tem qualidade para estar na Selec ção Nacional e no CAN do Gabão e da GuinéEquatorial. O jogador terá sido excluído como punição por não ter respondido a duas convocatórias de Lito Vidigal.

A reacção do médio do Curitiba é consequência de ter sido chamado algumas vezes, e não tendo utilizado chegando a não ficar sequer no banco de suplentes, situação que o penali zava duplamente: na sua equipa onde perdia espaço e nos Palancas onde não era utilizado.

Lito Vidigal considerou a atitude de Geraldo uma indisciplina e passou a não mais convocálo, uma medida incorente do seleccionador uma vez que no balneário dos Palancas Negras tem tido outros casos de indiscipli na, mas Lito Vidigal não tem agido da mesma maneira. Uma das situações mais flgrantes aconteceu na véspe ra do jogo com a GuinéBissau, no Hotel Tivoli, tendo um jogador afron tado o seleccionador sem contudo sofrer qualquer sanção.

A exclusão de Lunguinha, lateral do Kabuscorp do Palanca, pode sus citar a interpretação segundo a qual o treinador dos Palancas Negras já ti nha uma ideia préconcebida quan to ao grupo que iria levar ao CAN, ignorando desse modo as exibições desse jogador quer no amistoso com a equipa B do Sporting de Portu gal quer nos três jogos de prepara ção com as selecções dos Camarões, Zâmbia e Namíbia.

A opção de Lito Vidigal também pode ser entendida no âmbito do complexo que tem caracterizado os últimos treinadores dos Palancas Negras (com excepção de Hervé Re nard) sobre a superioridade dos jo gadores que militam no estrangeiro, mesmo na III divisão B de Portugal, sobre os jogadores do Girabola.

Para o lugar do lateral do Kabus corp, o treinador da Selecção Nacio nal prefere Marcos Airosa, jogador que não consegue se impor nos Pa lancas Negras desde 2006.

A lista de jogadores escolhidos, que não tinha sido divulgada ainda quando se fazia o fecho dessa edição, demonstra a tendência do treinador em privilegiar jogadores com carac terísticas defensivas .

Em nome da experiência (ou das cautelas defensivas) André Makan ga que se retirou dos Palancas Ne gras em 2010, foi chamado outra vez quando na competição interna se podia encontrar uma solução à al tura, e olhando já para os compro missos que se apresentam dentro de meses.

A novidade entre os jogadores eleitos para a segunda fase da pre paração do CAN2012 é o avançado do Augsburg da Alemanha, Nando Ra fael, surpreendendo de certo modo algumas previsões que consideram prematuro a sua inclusão na equipa.

Outra novidade é a presença dos centrais do Petro de Luanda e do Progresso do Sambizanga, Bastos e Jaime, enquanto Fabrício do In terclube, titular no CHAN2011, foi mandado para casa.

Manucho Barros, avançado do In terclube, é também uma surpresa na listas mas são poucas as possibilida de ir ao CAN2012 uma vez que tem forte concorrência na posição em joga, nomeadamente Flávio Amado, Love, Manucho Gonçalves, Nando Rafael e Mateus Galiano e Love.

Entre os sobreviventes`dessa tria gem inicial, apenas quatro têm os lugares assegurados, se não houver qualquer situação anormal. Esses jo gadores são Kali, Dany Massunguna, Wilson e Love. Os outros podem ain da serem sacudidos da equipa.

Chara tem a concorrência de Dedé e André Makanga, Mingo Bile e Amaro disputam entre si uma vaga já que podem os dois fazerem duas

Teixeira Cândido
5 - 1 -2012
 
6
 

Comentários

  1. Claudir
    2012-01-07 19:43:55
    Vidigal, ja pensou em ter um 11 no sistema 4 2 3 1 em que usa-se Dani Massunguna e Zuela na dupla de centrais e os laterais Lunguinha e o Miguel ( sao jovens e dar-te-iam velocidade? A nossa equipa sempre teve problemas em defender por isso apoiava a defesa com dois trincos Chara e Gilberto ( este ajudaria na distribuicao) , Geraldo numa das alas e Djalma noutra e completavas com Flavio e Manucho. Sou do Petro de Luanda mas reconheco as qualidades de Wilson na Baliza.
  2. Claudir
    2012-01-07 19:30:57
    Um Treinador e tao soberano nas suas decisoes quanto responsavel; Se o treinador acha que em favor da disciplina deve prescindir das qualidades de um atleta, entao nos esperamos que ele consiga nos dar as alegrias que almejamos, passar a segunda fase e mostrar bom futebol, para que no final de contas o povo possa dizer tiraste-nos a oportunidade de ver um craque, mas conseguiste fazer um conjunto que mesmo sem este, conseguiu mostrar trabalho. Deste jeito evitaras chatices futuras.
  3. Jayjay
    2012-01-06 12:30:27
    Nao esta certo esta convocatória Mali tinha q ficar de fora e o
  4. Osvaldo Mais Francisco
    2012-01-05 20:04:02
    É complicado ja não basta no partido agora também no futebol, eu fico sem intender a federação precisa ter mais pseo junto da equipe técnica
  5. Osvaldo Mais Francisco
    2012-01-05 20:03:57
    É complicado ja não basta no partido agora também no futebol, eu fico sem intender a federação precisa ter mais pseo junto da equipe técnica
  6. zaqueuUsername
    2012-01-05 18:36:53
    Ate no desporto ja funcionam como num partido politico, desta forma o nosso pais nunca irá marcar passos seguro no Futebol. Por favor deixemos os partidos de lado vamos procurar os melhores para a nossa equipa. Se houver falhas graves espero que o sr.Lito não volte em Angola.
Nome

E-Mail

Comentário


Enviar Comentário
 
 

Newsletter



Subscreva tambem a newsletter da Exame

Capas da edição nº 281

 
 
 
Assine OPaís Online