| info@opais.net
Muito nublado
Luanda
Clique para aceder á Revista
RSS

FIA anuncia novas regras para 2012

A próxima temporada da F1 estreará várias regras com as quais a FIA promete, uma vez mais, mais segurança e melhor espectáculo. Assim, a partir do próximo ano, todos os carros terão de passar nos testes de impacto obrigatórios para poder participar dos testes de inverno.

Haverá um teste de três dias a meio da temporada, em Mugello, para que os pilotos possam manter o ritmo os testes estavam reservados a jovens pilotos e aconteciam no final da temporada.

Todos os retardatários poderão “regularizar” a respectiva situação colando ao pelotão nos períodos de “Safety Car” de forma a que a largada aconteça sem carros lentos à frente dos primeiros classificados.

As corridas passam a ter um tempo máximo de quatro horas, assegurando que interrupções longas não resultam em eventos mais longos do que esse tempo. No que toca a comportamento em pista, os pilotos passam a não poder voltar à trajectória de corrida depois de mudarem de direcção em defesa da respectiva posição.

Por outro lado, todos os pilotos não poderão sair de pista como cortar uma chicane em voltas de reconhecimento ou voltas de regresso às “boxes” para poupar combustível e tempo, sem apresentarem justificação. Também a partir de 2012, os carros que estiverem no “pitlane” quando uma corrida for suspensa poderão retornar à grelha de partida na posição em que estavam quando a prova foi interrompida.

Em relação aos pneus, os pilotos poderão utilizar todos os jogos desde o início dos treinos livres só eram permitidos três jogos.

O balanço da temporada 2011 é feito nestes dias com base nas entrevistas que vão sendo publicadas em tempo de férias, nas quais pilotos e responsáveis das escuderias falam sem o condicionalismo imposto pelo politicamente correcto e pelo próprio stress da competição.

Fernando Alonso (Ferrari) terá vivido um desses momentos de relaxamento quando em declarações ao jornal “Sport” duvidou das qualidades de Sebastian Vettel (Red BullRenault), bicampeão do Mundo que elogiou por diversas vezes duRante o ano.

Quando o jornalista perguntou se o espanhol concordava com a opinião de Pedro de la Rosa, que afirmou que apenas Lewis Hamilton (McLarenMercedes), o próprio Alonso e Vettel eram capazes de vencer sem ter os melhores carros, a resposta foi esta: “De dois deles vimos isso nesta temporada, do terceiro ainda teremos de esperar para ver.”

9 - 1 -2012
 
0
 

Comentários

Nome

E-Mail

Comentário


Enviar Comentário
 
 

Newsletter



Subscreva tambem a newsletter da Exame

Capas da edição nº 281

 
 
 
Assine OPaís Online