| info@opais.net
Muito nublado
Luanda
Clique para aceder á Revista
RSS

Disputa

Yahoo processa Facebook por violação de dez patentes

A guerra das patentes, tão comum em Silicon Valley, chegou às redes sociais. O Yahoo acusa o Facebook de violar dez patentes – e avançou para tribunal. A empresa por detrás do popular motor de busca considera que o seu modelo de negócio pode ser afectado pelas alegadas transgressões, uma vez que entende estar em causa o cerne da sua propriedade intelectual.

O processo judicial foi interposto no tribunal federal de San Jose, na Califórnia, nesta segunda-feira, depois de o Yahoo ter avisado o Facebook, no mês passado, que estaria a equacionar esta possibilidade. Em causa estão patentes, registadas entre 1999 e 2010, que implicam soluções de publicidade, privacidade, personalização, interacção em rede e de mensagens.

O Yahoo acusa o Facebook de as violar de forma consciente e deliberada. A empresa exige por isso que a indemnização, cujo valor espera ver estipulado em tribunal, seja posteriormente triplicado. Ou seja: o Yahoo pretende que o Facebook pague o triplo da compensação prevista pela violação das dez patentes, por o ter feito propositadamente.

A empresa norte-americana sustenta esta sua posição em declarações do próprio Mark Zuckerberg, cofundador do Facebook: “O que tem sido realmente surpreendente sobre a evolução do Facebook – pensava na altura e penso agora – é que se não fizéssemos isto alguém o teria feito.

Ser o primeiro não é tudo”. No processo judicial, HYPERLINK "http:// dealbook.nytimes.com/2012/03/12/ yahoo-sues-facebook-over-patents/" "_blank" citado pelo The New York Times, o Yahoo lê nas declarações de Zuckerberg um reconhecimento de que a maior rede social do mundo foi construída em cima de inovações tecnológicas alheias.

Esta acção judicial, que promete estender-se por anos, surge numa altura particularmente sensível para os dois gigantes norte-americanos.

O Yahoo tenta voltar a ombrear de igual para igual com o Google e o Facebook, depois de ter nomeado um novo presidente executivo (Scott Thompson), há cerca de dois meses.

O Facebook, por outro lado, está a preparar-se para entrar em bolsa.

Acresce que as duas empresas têm interesses empresariais em comum.

O Yahoo faz mesmo uso de ferramentas do Facebook nos seus próprios sites.

“Ficámos desiludidos com o facto de o Yahoo, um parceiro de negócios de longa data do Facebook e uma empresa que beneficiou substancialmente com a sua associação ao Facebook, ter decidido recorrer ao litígio. Mais uma vez, soubemos da decisão do Yahoo ao mesmo tempo que os órgãos de comunicação social.

Vamos defender-nos vigorosamente contra estas acções intriguistas”, reagiu o Facebook, através de um comunicado citado pelo mesmo diário norte-americano.

21 - 3 -2012
 
0
 

Comentários

Nome

E-Mail

Comentário


Enviar Comentário
 
 

Newsletter



Subscreva tambem a newsletter da Exame

Capas da edição nº 281

 
 
 
Assine OPaís Online