| info@opais.net
parcialmente encoberto
Luanda
Clique para aceder á Revista
RSS

Nações Unidas

Ban Ki-moon condena raides aéreos contra cidades do Sudão do Sul

O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, condenou veementemente o intenso bombardeamento aéreo sobre uma zona fronteiriça do Sudão do Sul que terá causado vários mortos nas cidades de Bentiu e Rubkona, próximas da região de Heglig, disputada com o Sudão e dotada de grande riqueza petrolífera.

Exigindo que o Governo sudanês “pare todas as hostilidades imediatamente”, Ban Ki-moon frisou que “não existe nenhuma solução militar” para o diferendo fronteiriço entre os dois países – que tem vindo nas últimas semanas a provocar um crescendo de tensão e violência fazendo temer um regresso à guerra naquele território.

Um comandante militar do Sudão do Sul – país independente desde Julho passado em virtude do referendo de Janeiro de 2011 – relatou que morreram mais de 1.200 pessoas no raide transfronteiriço, de ontem, do qual apontou directas responsabilidades às forças militares do Sudão. O ministro da Informação do Sudão do Sul, Banaba Marial Benjamin, confirmou apenas a morte de duas pessoas em Bentiu, incluindo um rapaz de 12 anos, e uma outra em Rubkona.

Porta-voz do exército sudanês negou qualquer envolvimento de Cartum naquele ataque: “Não temos nada a ver com o que se está a passar no Sudão do Sul”, garantiu, sugerindo ainda que a autoria dos raides se deve atribuir a rebeldes ou milícias do país vizinho.

O bombardeamento de Bentiu and Rubkona, duas cidades vizinhas, divididas por um rio, ocorreu alguns dias após as tropas do Sudão do Sul terem cedido à pressão internacional e retirado da região de Heglig, cujo controlo tinham assumido à cerca de duas semanas. Peritos consideram que o alvo principal dos raides foi a ponte que unia as duas cidades e dava acesso aos campos petrolíferos na zona cuja soberania é disputada pelos dois países.

2 - 5 -2012
 
0
 

Comentários

Nome

E-Mail

Comentário


Enviar Comentário
 
 

Newsletter



Subscreva tambem a newsletter da Exame

Capas da edição nº 281

 
 
 
Assine OPaís Online