| info@opais.net
parcialmente encoberto
Luanda
Clique para aceder á Revista
RSS

Banco Nacional de Angola

Nova moeda começa a circular em Março próximo

A votação deste diploma não teve os apoios da UNITA, PRS (votaram contra), FNLA e Nova Democracia (abstiveram-se) que justificaram ser inoportuno o lançamento destas notas, atendendo o actual momento sóciopolítico que o país atravessa.

O Partido de Renovação Social (PRS), na voz do seu líder parlamentar, Sapalo António, argumentou que a produção da moeda traz consigo implicações de vária ordem, tendo recordado as reacções negativas na economia nacional quando foram emitidas e postas a circular notas até um milhão de Kwanzas, a meio da década de 90.

Segundo o líder parlamentar, “a população tinha perdido o poder de compra, salário mínimo diluído, economia inflacionada, moeda nacional descredibilizada em relação à externa (dólar) que tinha sobreposto substancialmente o Kwanza” . Acrescentou que o propósito do Executivo em emitir e colocar uma nova série notas e moedas tem alegações refutáveis e se distancia das razões lógicas que deviam justificar tal medida.

Esse político, que também é economista de formação e professor universitário, disse ainda que, para além das razões advogadas, o projecto peca por nela conter imagens de figuras políticas do MPLA, os Presidentes (Agostinho Neto e José Eduardo dos Santos), reforçando que “o mesmo não traduz a verdadeira reconciliação e a coesão nacional ”.

Na sua óptica, das novas notas deveriam ser retiradas as imagens de políticos ligados ao partido no poder, colocando as de outras figuras nacionais “onde todos os cidadãos se revissem”. Alertou que a emissão e a circulação de Kwanzas de maior valor facial provocará efeitos macroeconómicos que se traduzirão numa economia inflacionada “e o modo de vida das populações será mais difícil”. À excepção do PRS, os restantes partidos, UNITA, FNLA e Nova Democracia-União Eleitoral centraram os seus discursos mais sobre o próximo pleito eleitoral de 31 de Agosto do ano em curso. O Líder da bancada do “ galo negro”, Raul Danda, teve um discurso mais duro, a seu jeito, denunciando haver intolerância política no país que consiste em raptos e ameaças de morte, tendo acusado a comunicação social estatal de estar ao serviço do partido no poder, em detrimento de outras forças políticas.

Danda apelou à Comissão Nacional Eleitoral (CNE) para que cumpra integralmente as leis que foram aprovadas em Dezembro do ano passado pelo Parlamento, atinentes ao código de conduta eleitoral. Revelou haver intenção deste órgão encarregue de organizar e supervisionar o processo eleitoral de alterar algumas destas leis.

Raul Danda, que é o cabeça da lista do círculo provincial do seu partido em Cabinda, tal como nas eleições de 2008, lembrou o fantasma da alegada fraude ocorrida nesse mesmo ano e alertou que, desta vez, a UNITA não aceitará resultados fraudulentos, concluindo que “ quem não quer problemas que não os provoque”.

Enquanto isso, o presidente da bancada da FNLA, Ngola Kabangu, na sua curta intervenção, direccionada ao próximo processo eleitoral, pediu aos serviços de defesa, segurança e ordem interna para redobrarem esforços para o asseguramento das eleições. Apelou igualmente ao Governo e aos deputados para o respeito pelas leis e Constituição da República de Angola.

Já Quintino de Moreira, líder da Nova Democracia-União Eleitoral, destacou a importância das eleições de Agosto, convidando para tal todos os actores políticos a participar nesta maratona eleitoral com “o espírito de saberem ganhar, perder e aceitar, para o bem do fortalecimento da democracia no país ”.

Reforçou que as próximas eleições serão mais um desafio para os angolanos engrandecerem a democracia que o país abraçou no limiar da década de 90, após a queda do “Muro de Berlim”, e a que se seguiram as transformações que se deram na antiga Europa do Leste.

No que tange à nova moeda, o político e jurista disse que o seu partido acolhe a iniciativa com satisfação porque permitirá uma actividade comercial mais acutilante e facilitará a circulação monetária em todo o território nacional, ou seja, entre o campo e a cidade.

BNA justifica emissão

O governador do Banco Nacional de Angola (BNA), Massano Júnior, que esteve nesta Terça-feira,26, no Parlamento, justificou aos deputados que a injecção da nova moeda permitirá o crescimento da actividade económica e inserir o Kwanza num padrão de validade internacional com maior segurança e beleza estética, “conferindo mais confiança e credibilidade à moeda nacional”.

Explicou que o lançamento das notas de cinco e dez mil Kwanzas no mercado, assim como as moedas metálicas estão condicionadas e a instituição que dirige só o fará assim que as “condições de desenvolvimento económicas o aconselharem”. Reconheceu que a maior parte da população prefere utilizar a moeda de papel, ao contrário da de metal.

Segundo o governador, o BNA colocará em circulação a moeda metálica para regularizar a falta de troco no comércio retalhista, ou precário como também é conhecida esta actividade, explicando adiante que a prática internacional recomenda a circulação de moeda de sete em sete anos.

Recordou que as notas actuais estão em circulação há 13 anos, e que foi em 2004 que o BNA lançou as notas de mil e dois mil Kwanzas, referindo que nesse mesmo ano houve grande temor dos cidadãos receando que houvesse um aumento da inflação.

Aliás, sobre a eventual inflação no mercado com a entrada em circulação dessas notas em Março do próximo ano, Massano Júnior tranquilizou os deputados, esgrimindo que “ só há inflação com a expansão permanente da oferta da moeda”, garantindo que não haverá qualquer influência sobre o comportamento da base monetária ou dos meios do pagamento.

Distintivos das novas notas

As referidas notas que, desde a aprovação da sua emissão e circulação pelo Parlamento, esta semana, começaram a inquietar alguns cidadãos, embora haja garantias do BNA de não haver inflação, têm várias características. Começando pela maior nota facial, a de 10 mil kwanzas, tem a cor azul e no verso uma imagem da palanca negra, ao passo que a de 5 mil tem a cor violeta e no verso figura a barragem hidroeléctrica de Kambambe, situada no Kuanza Norte.

A de 2 mil é de cor verde, tendo no seu verso uma imagem das quedas do rio Dande, enquanto a de mil Kwanzas é a cor-de-rosa e no verso imagens das quedas do Ruacaná. Já a nota de 500 Kwanzas tem as cores laranja à frente, e atrás as quedas do Andulo. A de 200 Kzs é lilás e no seu verso estão as quedas do Chiumbo, uma região do município do Katchiungo (Huambo).

A nota de 100 kzs é de cor castanha e na sua traseira tem as quedas do Binga, sendo que a de 50 é de cor amarela e no verso as quedas do Cuemba. A de 10 está coberta em frente com a cor vermelha e no seu verso as quedas do Lwena e uma ave sobre as correntes das mesmas.

Finalmente, a nota de menor valor facial em papel, cinco Kwanzas, tem a cor azul, e noutro lado estão as quedas de Kalandula e uma ave sobre as mesmas quedas. Todas elas, para além de ostentarem as belezas da cultura angolana.

Ireneu Mujoco
2 - 7 -2012
 
23
 

Comentários

  1. Dianzenza fortunato
    2013-04-12 10:13:27
    nos como estudantes de economias,vimos q em relaçao a outros paises a inflaçao nao conta mto em relaçao a outros paises.as nossas notas apesar dos trocos ficarem nos supermercados,mas ja estavamos habituados a investir com as nossas notas.ja agora nos vao tirar as notas e acrescentarao as moedas dentre outros como as notas de 5000kz.gostamos mas ainda nao nos habituamos.
  2. Constantino Muhongo
    2013-04-06 09:03:16
    Qual é a vantagem e desvantagem da nova moeda angolana?
  3. Adriano Carlos Antunes
    2013-03-27 01:31:00
    Eu acho com a moeda vamos saber gerir os nossos fundos. Ex: eu vou a um super mercado compro um produto à 1.996, já com a nova moeda em vez de me dar pastilhas etc. Ou arredondar o troco. me facilitarà a receber os meus 4 kz que restou do troco
  4. Marinela Matias
    2013-03-16 16:13:30
    Na meu ponto de vista as novas moedas metalicas vei para Ajudar no desemvolvimento economico do nosso pais e nao so com elas poderà nos ajudar nos trocos do mercado
  5. Tudomeu
    2013-03-11 04:59:36
    Mas srs vc não sabem que isso é estragar o dinheiro?
  6. Celso Paulo
    2013-02-26 12:33:19
    meus caros amigos angolanos este assunto nao deve nos deixar atónitos.Devemos em primeira mao saber que as nossas notas precisam nos dar mais segurança isso é deve-se combater o branqueamento de capitais.Por outro lado a implementaçao dessas notas nao tera influencia na massa monetaria.EX: Se o BC tirar do mercado duas notas de 2.000,00 AKZ e uma nota de 1.000,00 AKZ simplesmente metera uma nota de 5.000,00 Akz a massa monetaria continua constante entao nao havera inflaçao.xta claro?
  7. Arthur Villas Boas
    2013-02-21 18:48:23
    Eu na verdade não sei o que o nosso governo esta a penssar pq realmente isso sera uma grande tristeza,não para os grandes homens da lei angolana mais sim para o povo angolano lutador,e batalhador
  8. mirambrosio
    2013-02-12 12:40:56
    quanto mais for o bolso,maior sera a necessidade. .meus camaradas olhem para a base e sublinhem os precauso qe stas altas notas poderao causar. ja e tempo de se preocuparem com quem aindanao tem nada ou tem em peqinissima percentagem. resolvem os problemas dos carentes ao inves de afundar as suas vidas com esses miseros salarios
  9. alberto
    2013-02-05 17:18:39
    N/ao entendo muito de economia porque eu sou um simples tecnico agrario, estou a confiar em voces espero que n/ao pensem so em voces. na/a considero critica sera que um dia se angola for eleito novo presidente voces colocariam tres caras nas notas ou substituem? temos muitos simbolos como rei mandume rainha nzinga mbande e outra coisa porque que um tecnico medio da educação e da saude ganha melhor em relação o da agricultura, então todos vamos no professorado, tem de haver equilibriu salarial
  10. Augusto Manuel Camai
    2013-01-31 07:26:55
    Nao gostei vamos xsperar pra
  11. Cristo
    2013-01-30 09:57:32
    não sou grande economista mas em primeiro lugar tem que se aumentar os sálarios principalmente na função pública, tenho pena dos que não trabalharam porque esses iran de chorar, essas moedas traram dsgraça para os necessitados assim como eu...que o nosso Deus faça a sua justiça!!!!!
  12. teka
    2013-01-30 09:29:07
    Bom dia para os senhores que acham são grandes economistas.Apesar de tudo isso qual é a maior vantagem disso? estamos em 2013 será que com a engeção das novas notas facial vai resolver o problema de inflação em angola? Por outro lado porque que nas notas vem sempre as figuras do ex-presidente e o actual? será que o nosso kwanza não pode ter somnente figuras cultural nacional? por outro lado créio que a engeção dessas notas ou kz, vai aumentar problemas no pais porque já temos experiência disso, a vida vai tornar mais difil principalmente a camada baixa. o salário da função pública não sobe, e como é que fica isso? meus senhores não pensem que o povo não veja isso a biblia diz cada coisa tem o seu tempo, no dia em que a paciência do angolano acabar vai ser pior que os anos angola passou em conflitos armados. por isso velam muito bem para esta situação.As rasões apresentadas pelo Gov.do BNA são insólidas acho que isso é para facildade de desviar montantes isorbitantes da econo- mia nacional, evos que sois da camada alta fazem sofrer os da camada baixa. Optavam 1º no emprego para angolanos e um salário significante em prol da sobrevivencia do angolano.1º é angolano 2º é angolano e sucessivamente angolano. Isso é o trará problemas graves quando a paciência dos angolanos acabar um dia. Para hoje é tudo e muito obrigado.
  13. Hauston Francis Angavito
    2013-01-29 19:12:50
    NÃO SOU GRANDE ECONOMISTA,MAS VALHA AQUI DIZER QUE ISTO,MAIS DO QUE AUMENTAR NA NOSSA ECONOMIA,VAI MAIS AINDA BAIXAR.ISTO SO VAI FAVORECER AOS OBESOS FINANCEIRO QUE JA EXISTEM EM ANGOLA.PRA QUEM TEM O SENSO CRÍTICO BEM DESENVOLVIDO,NÃO SE DEIXARÁ LEVAR FACILMENTE. A NOTA DE 10.000 E DE 5.000? E O DÓLAR QUE JA TOMOU CONTA DISSO?NÃO É UMA ESTRATEGIA PARA O DESVIO FÁCIL DO KUANZA? QUEITADO DE NÓS QUE SOMOS DE CAMADA BAIXA!!!!AS MAMÃS,OS PAPAS QUE NÃO TRABALHAM!!!!VAMOS ESPERAR PARA VER...
  14. Gildo Calunga
    2013-01-23 08:05:13
    Não vejo mal nisso, se se assegurar que não haja inflação
  15. Manuel António Fernando Macuva
    2012-10-30 07:58:30
    será com esta nova moeda a inflação em Angola vai diminuir?
  16. joao barros
    2012-10-21 21:45:24
    antes de serem utilizados estas moeda no proximo ano devem aumentar o salario da funçao publica se nao porfavor nao implementam .o que a diantaria eu ir ao banco para levantar cinco notas de dez mil.quanto sera a alimenta
  17. Diovani Pongolola
    2012-10-13 14:25:47
    Keynes,quando escreveu a teória económica foi bem claro ao dizer, que devemos ter muito cuidado quando mexemos com a económia pois é uma ciência que não compadece com decisões de quem ignora a realidade dos povos.Isto significa que para tomar uma decisão destas não basta estar de fato e gravata ou ser um económista engrachador, é preciso saber o que se faz e quem se governa não se admite tomar decisões do genéro só para parecer ideal a nível internacional quando sabemos que o povo,vai pagar com certeza.PREPAREM-SE PARA A INFLAÇÃO.
  18. Geraldo Ernesto
    2012-09-19 17:20:02
    Epaepaepa! Mas meus Sr.Que economistas temos afinal, que vão smpre criando estudos de inviabilidad para o povo angolano e funcionários públicos que ganham miséria? Em vez de engetarem uma nota facial de 10.000.kzs, Obrigam o o uso e valorização das pequena moedas que existeme e ñ circulam (de 1 kz,e moedas metálicas). Segos,já estamos a voltar na mesma dança depois das eleições recomeçam com o crime estrutural (violar e impedir desevolvimento das vidas das populações).
  19. Cristóvão Emanuel
    2012-09-19 16:57:10
    Estudande Mestrado em Contabilidade e Finanças na universidade de liverpool. De tanto nos preocuparmos com as teorias internacionais correcção as políticas e a economia, acabamos matando o povo que voces acham q amam.Meus irmão, angola é Africa e é um País sofredor, chega de vivermos de aparencias, chega de sonhar e quer realizar sem pensar nas cosequencias, ja alguem havia dito que a crise financeira mundia ñ afectaria angola mesmo sabendo q angola faz parte do mundo e sobrevive maioritariamente do petrólio. meus irmãos chefes ñ levem-me a mal mas, pensem em deixar um legado verdadeiro... pensem no angolano, com o aumento do valor facial das notas estaremos a voltar onde ja saimos qdo havia notas de 1.000.000 reajustado, haverá uma grande crise económica, grande inflação e, como sempre o povo é q sofre. Ao envez de aumentarem o valor facial das notas o melhor p um país como angola individado até ao pescoço é criar notas com menor valor facial fazer prevalecer as politicas cambias e monetária pese embora dificil e garantir o bem-estar das populações q há muito sofrem
  20. Francisco Ndawanapo
    2012-09-19 16:20:54
    Isto é uma desgraça para o povo angolano com isto vam machar o goveno do MPLA,e sera uma queda facil..
  21. Constantino Jose
    2012-09-14 20:37:01
    Não estou de acordo vocês não têm pena da camada mais baixa e são eles que são enganadas e que votam pelas mentiras...........................
  22. carlos
    2012-07-17 12:42:44
    não gostei
  23. HANGA
    2012-07-10 20:08:39
    Vamos ver para crer. so que a maior nota é o dez mil,isso não nos levará atingir mais uma vez a nota de um milhão? e que na minha provincia, desde a aprovação pelo parlamento ja nota-se algums aumentos o dolar americano todos os dias sobe, ja é assim quando forem lancadas o que será?
Nome

E-Mail

Comentário


Enviar Comentário
 
 

Newsletter



Subscreva tambem a newsletter da Exame

Capas da edição nº 281

 
 
 
Assine OPaís Online